Combate à fome
(*) Rui Sintra
Combate à fome

Não me passou despercebido o recente anúncio de uma proposta para a criação de um comitê municipal de combate à fome, em São Carlos, feito pelo Vereador Azuaite Martins de França. E de fato, esta proposta, pelos moldes como foi apresentada, vai além do que habitualmente assistimos no poder público: ela pretende envolver toda a sociedade e as três esferas do poder local em torno de uma temática que está deixando marcas em nossa cidade - e no Brasil como um todo. Existe fome, sim! Se o leitor prestar atenção, verá que na porta de muitos restaurantes da cidade chegam pessoas humildes pedindo comida e que na maior parte das vezes esses pedidos são atendidos - creio que não existe alguém que negue um prato de comida a quem quem quer que seja. De igual forma, se formos observar com atenção, tem muita gente nos semáforos da cidade pedindo dinheiro, muitos deles alegadamente para comprar comida. Nunca vi a cidade de São Carlos com esta panorâmica, o que revela que existe a necessidade de se fazer algo, principalmente em termos de apoio social, algo que é da responsabilidade exclusiva do poder local. Contudo, talvez a habitual morosidade do poder público possa ser minimizada através deste projeto específico de combate à fome, que prevê, entre outras medidas, a criação de hortas comunitárias em terrenos públicos e privados desocupados - mediante acordos -, destinadas a produzir alimentos que possam ser levados para os bairros mais carentes de São Carlos, e/ou cujos produtos possam ser entregues no local aos mais necessitados. Esta proposta pretende envolver a Prefeitura Municipal, a Câmara Municipal, empresários, instituições públicas e privadas, universidades, poder judiciário, forças de segurança e, claro, o próprio cidadão comum. Esta é uma proposta que não é lançada na época do Natal, estando, por isso e em meu entender, distante e divorciada de qualquer iniciativa que se aproveite dessas comemorações para tocar os corações das pessoas. Muito pelo contrário, esta proposta me parece ter muito sentido e que vem no momento certo, tendo em vistas combater um flagelo que se aprofundou em nossa cidade e no nosso país nos últimos dois anos devido a diversos fatores, entre eles, a pandemia. Subscrevo este projeto e estarei na linha da frente para colaborar, enquanto cidadão comum.

O autor é jornalista profissional / correspondente para a Europa pela GNS Press Association  / EUCJ - European Chamber of Journalists / European News Agency) - MTB 66181/SP.

Esta coluna é uma peça de opinião e não necessariamente reflete a opinião do São Carlos Agora sobre o assunto.

Fonte: São Carlos Agora . Leia o artigo original: Combate à fome

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários